"Palavras leva-as o vento!" ou não...

Ontem, ao dar explicação, foi dia de recuperar uma palavra que já não usava desde o 10º ano: Petrarquismo!
Esta expressão que vem do Francesco Petrarca ( ui, isto agora está fresquinho) é reciclada através do nosso querido Camões que, à semelhança de Petrarco também idolatrava a "Beleza" serena e de preferência sem grandes consumações ( sim, porque a poesia é mais poesia quando nasce desse rasgar que só os platónicos conseguem...sem chegar a rasgar mesmo!). E, verdade seja dita, eles é que sabem, pois as coisas são muito mais bonitas à distância. O quotidiano tende a arrasar com (quase) tudo! a proximidade faz com o que é Belo ao longe, se torne muito imperfeito ao perto. Existem claro, para nossa alegria, excepções à regra!

Bem, mas se esta a recuperei dos idos tempos de liceu, esta, a de hoje aprendia-a agora, na "edição" de uns textos: alterglobalização!
E gosto mesmo muito deste novo conceito!


Ora pelo que percebi, consiste numa nova forma de abordar o mercado, tornando-o numa plataforma mais justa e tendo em conta, na equação, variáveis como o ambiente, a "alternativa". A tónica não é ser (anti)globalização, mas sim escolher alternativas ao excesso de consumo trabalhando para um mundo justo e equitativo...
portanto, no fundo um sinónimo de comércio justo?
Enviar um comentário

Mensagens populares