Estrada da Luz

Ando há uns tempos para tentar apanhar pormenores aqui da zona onde trabalho ( Laranjeiras).
Mas acho isto tão descaracterizado que nem sei muito bem por onde começar...
Durante alguns anos trabalhei na zona de São Paulo ( junto ao Cais Do Sodré) e que é uma das zonas mais castiças da cidade! A tarimba está, portanto, alta!
De qualquer forma aqui perto passa a Estrada da Luz e esta estrada guarda ainda algumas casinhas antigas, já bastante degradadas mas que nos dão a entender como seriam as coisas há uns largos anos....
Fixei-me numa delas e com a minha perspectiva (que continua igual, ou pior, à de uma criança de 8 anos) tentei apanhar para o papel a casa amarela degradada.

A meu (des)favor as especiais condições climatéricas de hoje: vento bastante irritante,que teimava em me fechar a caixa de aguarelas; água(??) a cair do cimo de um prédio de 20 andares; e, um sol arrebatador a queimar-me a retina por reflexo na folhinha branca (desenhar na rua pode ser mesmo uma aventura!).

Ainda tentei desenhar dentro do café, aliás este desenho foi feito a dois momentos, e arranjei uma amiga (do café) que me perguntou se fazia pinturas a óleo... da Torre de Belém!
Não, amiga, isto já é difícil a aguarela quanto mais a óleo! :)





Enviar um comentário

Mensagens populares