Obras #1


Começaram hoje as nossas obras lá em casa com o propósito de restaurar as nossas wc's caquéticas...
Andámos ontem (à noitinha) a preparar a casa para receber o caos e a desordem normais nestes processos!
Mas nunca estamos preparados  - há coisas que  por mais que "a gente" se prepare nunca está preparado!

Por exemplo, hoje, o "mano" companheiro do nosso mestre-de-obras ao qual chamarei Cavalo Indomável, preparava-se, a mando deste, para colocar uma sanita no meio da sala em cima do meu chão castanhinho, lindo, que eu tanto adoro!  Quando vi aquilo até me ia dando uma "sulipampa" ( como diz a minha Avó) e desatei a correr para a cozinha para ir buscar um daqueles tapetes do chinês! Ora agora uma sanita no meio da sala era o que me faltava, querem ver! (assumo, devia ter posto um tapete, gigante, um daqueles que cobre tudo e não o fiz...esqueci-me! Devo ter achado que por magia eles levariam todos os "destroços" lá para fora através de uma levitação especial "das obras"... e a realidade não é bem assim: cheira a esgoto e é bem física!)

E para esta também não estava preparada: toca o telemóvel e vejo no visor que se trata do "cavalo indomável".
- Estou? - pergunto eu, de forma amena, afinal de contas ele nunca quer falar comigo, pois sou mulher e as mulheres são complicadas, segundo ele. Por isto, trato-o sempre muito bem para ver se o homem muda de opinião....
Sim, olha lá, de que cor é o teu gato?
- O meu gato? É preto e branco! (esta é a altura em que o coração me sobe à boca)
- É que anda aqui um castanho e pensei que era o teu...
-Não!! - digo eu mais "calminha" - O castanho é uma gata. É da rua. O meu é preto e branco!
 - Mas olha também não sei do teu gato! - mas este homem quer-me matar!?
-  Não sabes do meu gato? Sabes sim, ele está em casa "trancado" no escritório. Vai lá ver!
(pum, pim pim,pim, catrapum = barulhos de portas a abrir e a fechar e martelos ao longe.)
- Iá...pois. Gosto bué de ti mas não sei do teu gato! (Juro que esta frase foi mesmo assim! Há personagens tão boas, mas tão boas na vida real que dispensam qualquer imaginação!)
- Procura lá bem, ó J.! e se não o encontrares liga para o L.! Eu demoro muito tempo a chegar aí! - momento em que começo a perder a faceta amena...
- Já liguei! Ele é que não me atendeu...
...

Enfim...lá procurou  e encontrou. O gato que, à boa maneira dos gatos, não gosta de intrusos em casa  escondeu-se (criando um outro esconderijo, entenda-se bem) do cavalo indomável! Fez ele muito bem
Será que vou sobreviver a estas obras ? :)))
4 comentários

Mensagens populares